Biblioteca Prof. Joel Martins - Faculdade de Educação Unicamp

Como elaborar um relatório técnico científico.

Rosemary Passos e Gildenir Carolino Santos
(Compiladores)

Publicação eletrônica registrada no ISBN: 85-86091- (em curso)

1.Conceito de relatório
"É a esposição escrita na qual se descrevem fatos verificados mediante pesquisas ou se historia a execução de serviços ou de experiências. É geralmente acompanhado de documentos demonstrativos, tais como tabelas, gráficos, estatísticas e outros." (UFPR, 1996).
2. Objetivos
De um modo geral, podemos dizer que os relatórios são escritos com os objetivos:
  • divulgar os dados técnicos obtidos e analisados;
  • registrá-los em caráter permanente.
3.Tipos de relatórios.
Os relatórios podem ser dos seguintes tipos:
  • técnico-científicos;
  • de viagem;
  • de estágio;
  • de visita;
  • administrativos;
  • e fins especiais.
4.Relatório técnico-científico.
É o documento original pelo qual se faz a difusão da informação corrente, sendo ainda o registro permanente da informações obtidas. É elaborado principalmente para descrever experiências, investigações, processos, métodos e análises.
5.Fase de um relatório.
Geralmente a elaboração do relatório passa pelas seguintes fases:
a) plano inicial: determinação da origem, preparação do relatório e do programa de seu desenvolvimento;
b) coleta e organização do material: durante a execução do trabalho, é feita a coleta, a ordenção e o armazenamento do material necessário ao desenvolvimento do relatório.
c) redação: recomenda-se uma revisão crítica do relatório, considerando-se os seguintes aspectos: redação (conteúdo e estilo), següência das informações, apresentação gráfica e física.
6.Estrutura do relatório técnico-científico.
Os relatórios técnico-científicos constituem-se dos seguintes elementos: Imagem da Biblioteca Prof. Joel Martins
6.1.Capa
Deve conter os seguintes elementos:
  • Nome da organização responsável, com subordinação até o nível da autoria;
  • Título;
  • Subtítulo se houver;
  • Local;
  • Ano de publicação, em algarismo arábico.
6.2.Faslsa folha de rosto.
Precede a folha de rosto. Deve conter apenas o título do relatório.
6.3.Verso da falsa folha de rosto
Nesta folha elabora-se padronizadamente, a "Ficha catalógráfica" (solicite auxílio ao Bibliotecário da sua área, para a confecção da mesma).
6.4.Errata
Lista de erros tipográficos ou de outra natureza, com as devidas correções e indicação das páginas e linhas em que aparecem. É geralmente impressa em papel avulso ou encartado, que se anexa ao relatório depois de impresso.
6.5.Folha de rosto
É a fonte principal de identificação do relatório, devendo conter os seguintes elementos:

a) nome da organização responsável, com subordinação até o nível de autoria;
b) título;
c) subtítulo, se houver;
d) nome do responsável pela elaboração do relatório;
e) local;
f) ano da publicaçào em algarismos arábicos
6.6.Sumário
Denominado Contents em inglês, Table des Metières em francês, Contenido em espanhol, é a relação dos capítulos e seções no trabalho, na ordem em que aparecem. Não deve ser confundido com:

a) Índice: relação detalhada dos assuntos, nomes de pessoas, nomes geográficos e outros, geralmente em ordem alfabético;
b) Resumo: apresentação concisa do texto, destacando os aspectos de maior interesse e importância;
c) Listas: é a enumeração de apresentação de dados e informação (gráficos, mapas, tabelas) utilizados no trabalho.
6.7.Listas de tabelas, ilustrações, abreviaturas, siglas e símbolos
Listas de tabelas e listas de ilustrações são as relações das das tabelas e ilustrações na ordem em que aparecem no texto.
As listas têm apresentação similar a do sumário. Quando pouco extensas, as listas podem figurar sequencialmente na mesma página.
6.8.Resumo
Denominado Resumé em francês, Abstracts em inglês, Resumen em espanhol, é a apresentação concisa do texto, destacando os aspectos de maior importância e interesse. Não deve ser confundido com Sumário, que é uma lista dos capítulos e seções. No sumário, o conteúdo é descrito pôr títulos e subtítulos, enquanto no resumo, que é uma síntese, o conteúdo é apresentado em forma de texto reduzido.
6.9.Texto
Parte do relatório em que o assunto é apresentado e desenvolvido. Conforme sua finalidade, o relatório é estruturado de maneira distinta. O texto dos relatórios técnico-científicos contém as seguintes seções fundamentais:

a) introdução: parte em que o assunto é apresentado como um todo, sem detalhes.
b) desenvolvimento: parte mais extensa e visa a comunicar os resultados obtidos.
c) resultados e conclusões: consistem na recapitulação sintética dos resultados obtidos, ressaltando o alcance e as conseqüências do estudo.
d) recomendações: contêm as ações a serem adotadas, as modificações a serem feitas, os acréscimos ou supressões de etapas nas atividades.
6.10.Anexo (ou Apêndice)
É a matéria suplementar, tal como leis, questionários, estatísticas, que se acrescenta a um relatório como esclarecimento ou documentação, sem dele constituir parte essencial. Os anexos são enumerados com algarismos arábicos, seguidos do título.

Ex.: ANEXO 1 - FOTOGRAFIAS
...... ANEXO 2 - QUESTIONÁRIOS


A paginação dos anexos deve continuar a do texto. Sua localização é no final da obra.
6.11.Referências bibliográficas
São a relação das fontes bibliográficas utilizadas pelo autor. Todas as obras citadas no texto deverão obrigatoriamente figurar nas referências bibliográficas.
A padronização das referências é seguida de acordo com a NBR-6023/ago.1989 da ABNT - Associação Brasileira de Normas Técncias. Algumas pessoas, utilizam as normas americanas da APA - American Psychological Association, diferenciando-se uma da outra em alguns aspectos da estruturação.
6.12.Apresentação gráfica
Modo de organização física e visual de um trabalho, levando-se em consideração, entre outros aspectos, estrutura, formatos, uso de tipos e paginação.
6.13.Negrito, grifo ou itálico
São empregados para:

a) palavras e frases em língua estrangeira;
b) títulos de livros e periódicos;
c) expressões de referência como ver, vide;
d) letras ou palavras que mereçam destaque ou ênfase, quando não seja possível dar esse realce pela redação;
e) nomes de espécies em botânica, zoologia (nesse caso não se usa negrito);
f) os títulos de capítulos (nesse caso não se usa itálico).
6.14.Medidas de formatação do relatório
  • Margem superior:............ 2,5 cm
  • Margem inferior:.............. 2,5 cm
  • Margem direita:............... 2,5 cm
  • Margem esquerda:............3,5 cm
  • Entre linhas (espaço):........1,5 cm
  • Tipo de letra..................... Times New Roman ou uutro tipo de letra serifada(1)
  • Tamanho de fonte:............12
  • Formato de papel:.............A4 (210 X 297 mm)
7.Conclusão
Deixamos neste trabalho sugestões para procedimentos na apresentação de trabalhos técnico-científicos, principalmente o Relatório.
Entre os trabalhos publicados existentes na área, a divulgação deste roteiro ou manual, incorpora-se ao mundo eletrônico da Internet, o que vem possibilitar o acesso à consulta e até mesmo impressão de cópias, auxiliando aos iniciantes e veteranos pesquisadores, no aperfeiçoamento da padronização de seus relatórios, aproximando-se ao formato padrão exigido e aplicado na área de Metodologia da Pesquisa Científica. De outra forma, encontramos dificuldade na apresentação padronizada dos documentos extraídos da Internet que necessitam de tratamento bibliográfico obedecendo aos padrões pré-estabelecidos, como os citados anteriormente, ABNT e APA.
Buscando facilitar, colocamos sites disponíveis na Internet que favorecem a organização das referências bibliográficas junto a cada tipo de documento indicado na pesquisa (principalmente os eletrônicos) e que não são indicados em manuais impressos.
Finalizando, pretendemos conforme as possibilidades, disponibilizar todas as fontes de informação para elaboração de trabalhos acadêmicos, em formato eletrônico pela Internet.

Sites para Citações e Referências de Documentos Eletrônicos:
Serifada - letra que tem serifa . [s.f. - pequeno traço, ou às vezes, simples espessamento, que remata, de um ou ambos os lados].
Referências bibliográficas:
FRANÇA, J. L. et al. Manual para normalização de publicações técnico-científicas. 3.ed. rev. aum. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1996.

SANTOS, Gildenir C., SILVA, Arlete I. Pitarello da. Norma para referências bibliográficas: conceitos básicos: (NBR-6023/ABNT-1989). Campinas, SP : UNICAMP-FE, 1995.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Biblioteca Central. Normas para apresentação de trabalhos: teses, dissertações e trabalhos acadêmicos. 5.ed. Curitiba : Ed. UFPR, 1996.
Bibliografa consultada
LEITE, P. S. A prática de elaboração de relatórios. 3.ed. rev. Fortaleza : BNB : ETENE, 1990.

©Rosemary Passos e Gildenir Carolino Santos, 1998